segunda-feira, 13 de junho de 2011

; a despedida

Sabe bem parecer bem
porque não pareço doente.
Sabe bem rir também
porque pareço contente.
 
Mesmo não sabendo bem,
quero ser como aquele além.
Alegre, bem-disposto e feliz,
o melhor cenário que eu fiz.
 
Saberia bem não chorar,
mas quereria dizer: "Não amar!".
Porque sabe bem gostar
de alguém e dar
tudo aquilo que nos faz acreditar.
 
Sabia bem o teu cheiro,
mesmo quando vinhas do ferreiro.
Sabia bem o teu sorriso,
que me tirava um pequeno riso
do meu rosto triste e sem cor.
Pois estar sem ti é o que me causa dor.
 
Saberá bem ficar sem ti?
Claro que não. Mas será que já te esqueci?
Não e será que te irei esquecer?
Talvez. Mas algum dia serei feliz?
Sim porque toda a gente tem direito de o ser.
Seja pobre, rico ou apenas um petiz.
 
Por isso vou seguir com a vida,
Finalizando com esta despedida.

Sem comentários:

Enviar um comentário